sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Produção e Exportação de Banana é Negócio para Pequeno Produtor de Tarauacá



 Repórter Ivo Roberto // Erasmo da Silva

A produção de banana comprida tem sido uma opção promissora para o produtor rural Erasmo da Silva do Seringal Novo Destino - Rio Tarauacá. Segundo ele, desde o ano passado, é coletada, mensalmente, uma quantidade média que varia de 05(cinco) a 06(seis) toneladas do produto.

De acordo com o produtor, toda a produção do mês é vendida e levada para a capital por um atravessador e comercializada na Central de Abastecimento de Rio Branco, Ceasa. Este mês de fevereiro, por exemplo, na sexta feira (19) foram exportadas 06 (seis) toneladas do produto.

“A quantidade de banana comprida que eu trago, não tem como eu vender aqui em Tarauacá porque os revendedores não compram em grande escala. Eles só querem comprar de pouco; é de 100 (cem), de 50 (cinqüenta) cachos e ainda querem escolher e pagar um valor bem abaixo do preço de exportação” argumenta o produtor Erasmo da Silva.

Segundo o produtor Erasmo, a banana comprida vendida no chamado modo “um pelo outro”, fica com o preço de R$ 8,00 (oito reais) por cacho e se torna o melhor negócio sem causar prejuízo para a sua produção.Segundo Erasmo, se a banana fosse vendida em Tarauacá, seria em pouca quantidade, escolhida e ao preço máximo de R$ 6,00, enquanto exportada é vendida ao preço de R$ 8,00, "uma pela outra".
Ele garante que os 6 mil reais mensal da produção é sagrado.Toda  a banana trazida em barco fretado é entregue no porto da cidade e embarcada em um caminhão e transporta para Rio Branco, onde é repassada ao consumidor final. Erasmo garante que os 6 mil reais mensal da produção são sagrados.
 
 


 Ivo Roberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POLÍCIA DE TARAUACÁ SE DESTACA NO COMBATE À CRIMINALIDADE NO MUNICÍPIO

A Polícia militar de Tarauacá considerada, uma das melhores forças de segurança do Estado do Acre, tem correspondido com as expectativas d...